Trilha da Boa Vista (Barra da Lagoa – Praia mole)

09.01.2019

Esta trilha apesar de relativamente curta, aproximadamente 4,5 km, é um dos mais belos visuais que conheço, em Florianópolis. Do alto do morro, após aproximadamente 15 minutos de trilha, é possível visualizar a Praia Barra da Lagoa, Moçambique (a maior de Florianópolis em extensão), as lagoas da Costa e Rendeiras e ainda a Praia Mole e Praia da Galheta.

Considero media a dificuldade desta trilha, devido a quantidade de pedras é uma subida curta, mas íngreme logo no começo, para quem começa na Barra da Lagoa. Para finalizar este percurso levei por volta de 2 horas, porém não considero uma trilha cansativa, pois a maior parte do trajeto você caminha ou pela crista do morro ou descendo, subindo só no começo como já citei. 

Dados Importantes:

Para chegar ao começo da trilha é necessário pegar o ônibus Barra da Lagoa – 360, no terminal de integração TILAG. Peça para saltar na praia da barra da lagoa, na ponte (Quiosque Silva), ou no farol. A trilha propriamente dita já começa nesta ponte.

Logo que atravessar a ponte dobre a direita e siga até um orelhão, neste ponto dobre a esquerda e siga até achar um muro com uma marcação indicando o caminho da trilha, logo em seguida terá outra marcação indicando que você dobre a direita, daí pra frente começa a trilha de terra.

 

Deste ponto em diante surgem algumas bifurcações, sugiro que você opte sempre pela trilha que está mais aberta. Na primeira bifurcação pegue a esquerda.

Dica: Uma questão importante, em duas ou três ocasiões a trilha termina em cima de pedras ou lajes de pedra, fique atento pois para chegar ao fim da trilha é preciso que você caminhe em direção a crista dos morros. Essas pedras são pequenas e é fácil perder o caminho certo. No alto do morro, onde tem uma dessas lajes de pedra, um dos lados da bifurcação sai em um mirante (esquerda), esse vale a pena conferir, a direita continua a trilha. Se você procurar a trilha mais aberta não tem erro, este será o caminho certo.

Em outro momento da trilha, quando tiver subido a primeira parte e descido um bom pedaço, em direção a praia da Galheta, vai ter uma outra bifurcação, pegue a da esquerda.

A direita você vai sair no Observatório Arqueoastronômico, um lugar sensacional, porém particular. Se você quiser visita-lo tem que pagar uma taxa de manutenção para o guardião do local, a pessoa que faz a manutenção. A última vez que estive lá, a taxa era de R$ 10,00.

Estando na Praia da Galheta você vai tomar o rumo da direita, atravesse a praia e pegue a trilha que vai para a Praia Mole. No meio da Praia Mole tem os acessos a rua principal, onde se pega o ônibus de volta ao terminal TILAG.

 

Dica: É importante levar água, pois só tem um ponto de onde se pode matar a sede, na Praia da Galheta.

Dica: Aconselho utilizar bastão de caminhada, calça e bons tênis ou botas.

Dica: Devido ao número de bifurcações, aconselho ir perguntando aos trilheiros que você encontrar sobre o caminho correto. O ideal mesmo é fazer a trilha acompanhado de um guia.

 

Boa trilha!!!

 

ARQUIVO PARA GPS - WIKLOC

 

 

REGISTROS FOTOGRÁFICOS

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now